quarta-feira, 13 de Março de 2013

Riscos da Mamoplastia de Aumento


Os riscos da mamoplastia de aumento são consideravelmente reduzidos quando o implante de silicone é redondo, liso, pequeno e introduzido pela dobra abaixo dos seios. Algumas considerações:

Perda de sensibilidade

A perda de sensibilidade nos seios e nos mamilos é temporária, mas pode se tornar permanente em uma a cada dez mulheres na seqüência de uma mamoplastia de aumento. Quanto maior o implante, maior o risco. Menor incidência para implante abaixo do músculo e maior incidência para incisão areolar.

Contratura capsular

Contratura capsular é o endurecimento do implante devido ao processo natural de cura após a mamoplastia de aumento. O implante endurecer ao ponto de se deformar e tornar-se perceptível ao toque. Contratura capsular pode se desenvolver meses ou anos após a mamoplastia de aumento.
Metade dos pacientes desenvolve leve e imperceptível contratura capsular. Uma a cada dez pacientes desenvolve severa de contratura capsular que deforma o implante refletindo essas deformidade nos seios e o tratamento se aplica através de revisão cirúrgica para remover o tecido cicatricial e substituir o implante afetado. Porém, não há garantias que a contratura capsular não aconteça novamente.
Independentemente da gravidade da contratura capsular, ela não afeta a saúde dos seios, portanto não precisa ser tratado apenas pela preocupação que isto possa gerar problemas de saúde.

Câncer de mama

A mamoplastia de aumento não eleva e não diminui o risco de câncer da mama. Mulheres com seios pequenos apresentam menor taxa de câncer de mama. Justamente as que procuram mamoplastia de aumento. Implante de silicone não causa câncer mesmo se ocorrer um vazamento, mas pode interferir com a mamografia quando colocado acima do músculo peitoral.
Ressonância magnética ou a ultra-sonografia são excelentes recursos no rastreio de câncer de mama para mulheres com implantes de silicone.
Mulheres que fizeram mamoplastia de aumento são mais conscientes sobre a importância dos seios porque devem regularmente fazer exercícios de movimentação dos implantes para evitar contratura capsular, assim conseguem detectar antecipadamente qualquer nódulo suspeito.

Redução da capacidade de amamentar após a mamoplastia de aumento

Implantes de silicone não interferem na qualidade do leite materno, mas reduze a capacidade de amamentar. Mamoplastia de aumento danifica os dutos mamários, especialmente quando o implante é inserido através da aréola. Outra possibilidade é que o implante pressiona o tecido mamário e, assim, reduz a produção de leite.

Gravidez após a mamoplastia de aumento

Os seios se expandem para acomodar o aumento das glândulas mamárias na gravidez. Após a amamentação, os seios podem não recuperar a firmeza e conseqüentemente cedem para baixo. Uma vez que o implante não muda de posição, isto pode resultar em efeito pouco estético. Isto não é propriamente considerado uma complicação devido à mamoplastia de aumento, mas sim uma resposta do corpo à gravidez.

Sem comentários:

Enviar um comentário